Contar com meia dúzia de cliques ou com um especialista em sua próxima aventura?

Da minha perspectiva de designer de viagens de luxo, eu, naturalmente, preciso defender toda a minha classe, afirmando que organizar um itinerário para um viajante, e não para um turista, exige experiência e um alto nível de profissionalismo e qualificação que vai além de um par de cliques ou um cupom-desconto.

Da minha perspectiva pessoal – considero-me extremamente tecnológico e clique-friendly, adoro cliques para ir ver amigos rapidamente pela ponte-aérea, fazer compras no supermercado pela madrugada afora após operar um destino exótico e seu abissal fuso horário, além de ser grande fã de um cupom-desconto para itens do tipo detergente lava-louças aromatizado!

No nosso chamado mundo globalizado e hiper-clicável, a qualidade do serviço, expertise e tempo dedicado ao cliente, são os que fazem a diferença.

Eu também poderia comparar uma consultoria de viagens – que não é uma ONG, é uma empresa e, portanto, desde os primórdios do capitalismo cobra pelos serviços prestados – ao seu cabeleireiro, por exemplo … Com tantas facilidades, hoje em dia você pode sem maiores problemas, comprar uma caixinha de tinta (tipo essas que lhe garantem um frasquinho de shampoo grátis na confecção) e pintar o cabelo em casa … os resultados podem satisfazê-lo sejam lá quais forem, mas se você vai até o seu coiffeur favorito ou cobiçado, daqueles que bombam nas famigeradas redes sociais ou na tv penteando onze entre dez estrelas, em base a sua experiência e sua técnica, ele vai estudar o seu biótipo, seu estilo, seu tom de pele e te ajudará a encontrar a melhor cor para a imagem que você deseja obtendo transversalmente soluções que podem levar você a um resultado que talvez exceda até mesmo às suas expectativas, e você ficará feliz em pagar por isso e, no mínimo, não precisará usar tanto detergente para limpar a pia de seu banheiro imaculado…

O que pode estar acontecendo, na minha opinião, é que hoje em dia, o desenvolvimento de um itinerário personalizado é, de alguma forma, equivocadamente comparado a um par de mercadorias diretamente das prateleiras ao seu carrinho de compras, sem critérios, ou melhor, quando o critério mais importante é o desconto.

Pela minha própria experiência, felizmente, muitas vezes eu interajo com clientes que preferem ir a um cabeleireiro, sorte minha, certo?  Esses clientes acreditam que uma viagem, uma exploração, uma descoberta precisa muito mais de um carrinho de supermercado! Faz toda a diferença …

Eu sou uma pessoa de sorte, que teve a oportunidade de visitar quatro continentes e mais de 30 países and counting, o que, na minha profissão, pode significar no mínimo conhecimento e a realização daquele sonho do menino que desenhava roteiros inimagináveis e completamente alheios à melhor rota, no Atlas – e que no futuro se o viessem lhe alcunhar como viajado, esta seria a quintessência do elogio.

Respeito profundamente todos os profissionais sérios, sejam eles industriais ou artesanais, porém pergunto-me: se eu pedir a alguns portais para estudar uma experiência de viagem com base no meu perfil, seria viável, fatível, eu teria acesso a um verdadeiro especialista naquele destino? eu não estaria sujeito a investir no valor a ser cobrado por essa personalização? Nesse caso, por que de alguma forma alguns gostam de convidar peritos para beber de seus conhecimentos, auto-experiências e no final, preferem clicar algumas prateleiras e economizar algum dinheiro, isso é fair play?

O turismo é um negócio sério, Agentes ou Designers de Viagens são trabalhadores duros que não vendem camas e assentos nos aviões somente. Nós somos uma parte ativa, muitas vezes proativa, da construção de um sonho. Nós vendemos o único produto no qual o cliente não leva nada de concreto com eles … Somente experiências, preferencialmente, inesquecivelmente positivas.

Então, ou se vai a uma boutique de luxo – desde que não seja no período de saldos em Milão, por exemplo, ou se vai à feira.  Ou compre na 25 de Março ou compre na Oscar Freire, no Saara ou na Garcia D’Ávila, todas as opções podem ser o que você busca e até divertidas.

Mas, acredito que, se você optar por uma Boutique, sempre tenha em mente, meu querido, ao ser seduzido pelo atendente de vendas, ao menos que o gole da borbulhante cristal já estará na sua conta e – nunca pretenda ver itens das coleções atuais nos outlets!

Entre tudo o que você escolheu, entre tudo o que eu escolhi: o melhor é:  não existe uma posição concreta quando estamos lidando com a coisa mais preciosa que temos na vida: o tempo.

O tempo é precioso, até o do seu consultor… Talvez, próximas gerações vão nos redimir, os deuses do turismo abençoarão e os novos tempos nos verão como ONGs, quem sabe, mas até lá, pensemos duas vezes antes de dizer que a principal diferença entre um agente de viagens / operador / portais é apenas “salvar” o dinheiro … não, não é!

Anúncios

Théoule-sur-Mer | Côte D’Azur · Riviera Francesa

Bem perto do eterno glamour e da vida intensa de Cannes e de Saint-Tropez,  Théoule-sur-Mer é uma localidade de atmosfera tranquila, harmônica e autêntica. Aqui, o Mediterrâneo ainda se sente da forma mais natural, com uma paisagem feita de verdes deslumbrantes e azuis infinitos, em um ritmo  ideal para apreciar cada momento. Os aromas e as cores do Hotel Boutique Tiara Yaktsa Cannes, cuidadosamente decorado  com toques orientais e vistas fascinantes, refletem-se na cozinha requintada que nos traz à mesa os deliciosos frutos do mar que o circunda.

The Charmed Voyager,Hotel Boutique Tiara Yaktsa Cannes

Nossas propostas de viagem incluem uma seleção de hotéis de luxo, design, boutique e charme e também apartamentos e Villas, sejam para uma experiência romântica a dois ou uma propriedade maior, acomodando uma família ou um grupo de amigos.

Para a descoberta da Riviera, Paris e outras localidades francesas,The Charmed Voyager propõe itinerários que podem ser percorridos e desenhados sob medida para a personalização desta experiência, com tarifas, termos e condições sempre informados sob solicitação.

Para mais informações sobre a Riviera Francesa, por favor, consulte o web site oficial French Riviera Tourism ou escreva-nos uma mensagem ao nosso email para informações detalhadas e imagens em alta-definição da região e de nossos hotéis-parceiros.

O catálogo Côte D’Azur, A Riviera! está também disponível para download em nosso web site
The Charmed Voyager


© 2007-2011 The Charmed Voyager | Viagens de Luxo Sob Medida
CNPJ 11.372.613/0001-76 · EMBRATUR 19.038717.10.0001-6
Rio de Janeiro · Brazil · +55 21 3258 6739 · 9344 6739

Voando de Roma a Catania

Roma é uma cidade fascinante. Fiquei hospedado no Hilton Garden Inn Rome Airport…Um hotel então recém inaugurado, maravilhosamente confortável para quem vai a Roma por business, como foi o meu caso… Pecado somente que o serviço era um pouco deficiente, soft opening… Na verdade, Roma mesmo, acontece muito longe dali.

The Charmed Voyager

Após a feira de turismo da qual estava participando, voei para Catania. Terra, assim dita, da Máfia mais cruel. Ficamos hospedados em um agriturismo, La Casa delle Monache, no qual foram filmadas, segundo um nosso hosts, algumas cenas do Poderoso Chefão. Verdade… eu sou fascinado por vulcões, isso que, basicamente, me conduziu a Sicilia, havia já conhecido o Vesúvio, em Nápolis, alguns vários nos Açores, inclusive o mais novo do mundo, apenas pouco mais de 50 anos, aquele dos Capelinhos, na Ilha do Faial. Mas os Açores é papo para outro post.

Infelizmente não conseguimos ir até a boca do vulcão Etna, porque estava coberto de neve. Ficamos passeando então em uma cidadezinha chamada Liguaglossa, uma espécie de santuário do Etna… na verdade tudo gira em torno desse vulcão, e no final da viagem, em uma praça maravilhosa no centro de Catania, bem em frente ao nosso hotel, o observei tantissimo … É muito louca a fumacinha que sai do topo e vai se transformando em uma nuvem gigantesca sobre a cidade…

The Charmed Voyager

Eu estava atrolhado de bagagem, sem problemas em Catania, em Londres…uma confusão danada…Me barraram, tive que despachar a bolsa, viajar com computador na mão…um saco…mas o security manager foi muito legal e me levou pra cima e pra baixo…Tirei tanta foto…sim, em aeroporto de Londres, nesses tempos de terrorismo…acho que tiram foto até quando tu vais no banheiro…eh eh eh…Comemos que nem vacas…mas a Sicilia tem isso de bom… Uma cozinha maravilhosa, doces de fritar bolinhos… O mais legal de toda a viagem foi ter conhecido finalmente Taormina, e um Villa de literalmente tirar o fôlego: A Villa Suspiro… Lembrei do aniversário do Tauã…Comi um chocolate com figos secos e pistache que foi demais… Puff Daddy e Snoop Dog, estavam fazendo concerto em Dublin esses dias… vooei de Londres a Dublin com todos os músicos e bailarinos… Que confusão naquele aviãozinho em miniatura da BMI… A proposito… Vulcões são coisas muito inquietantes … emanam uma energia indescritível … Ou te deixam absolutamente indefeso, como o da Islândia que me fez ficar bloqueado em Déli por mais de uma semana além do previsto, após mais de um mês tendo dirigido da Baia de Bengala ao Mar da Arábia, com meu mentor para a Índia, Meu sapientíssimo Vijay.

Se você quiser descobrir Roma, a Sicilia ou outro destino na Itália, contate-nos através do email info@thecharmedvoyager.com

que desenharemos a viagem que é a sua cara!